“Amor parecido …

“Amor parecido com água. Água por todos os lados em todo lugar. Gelo, rio, nuvem, chuva, mar. Uma parte é grande, outra é minúscula. Uma parte é boa para beber, outra é salgada demais. Todos têm sua utilidade para a terra. Estão o tempo todo em ciclo de movimento. Necessita de água para resistir. Mulheres como a terra; precisam submergir em água. Água com terra se modela, cresce.

(…) Terra muda por causa do rio, faz via aquática. Leito do lago sabe segurar água na bacia, contém tudo. Água de gelo é geleira; move terra. Chuva faz deslizamento de terra. Mar faz areia. Sempre dois: terra e água. Uma precisa da outra. Tornam-se unidade juntas.”

— Phet, “A VIAGEM DO TIGRE” (pág. 56 e 57)